Chocolates Avianense

A Carregar...

Sobre a Avianense

Uma história centenária de um sabor sem igual.

A Avianense é uma das mais antigas empresas portuguesas a trabalhar continuamente na produção de chocolates, apresentando-se como uma referência no mercado nacional e internacional. Fundada em 1914, inicialmente em Viana do Castelo, a história da Avianense conta-nos um caminho de sucesso que vai para além do universo do chocolate. Hoje, é um delicioso mundo de possibilidades, onde se despertam vários desejos de inovar, com a tradição a servir de ponto de partida.

A Nossa História

1914

A Avianense foi fundada em 1914, pelas mãos de dois sócios, António Lima e João Felgueiras, que tinham um sonho em comum: criar uma fábrica de chocolates. Viana do Castelo via nascer uma pequena empresa num edifício do qual hoje resta apenas a fachada, mas que outrora acontecia a laboração de chocolate. A produção diária chegou a atingir 30 quilos de chocolate e a marca já tinha uma dezena de produtos diferentes.

1934

Depois de uma fase de grande instabilidade política que se refletiu na economia de várias empresas nacionais, o sucesso de Avianense mantinha-se sólido, abrindo portas a um novo ramo: a torrefação de café. Com o crescimento da marca, era necessária a ampliação das instalações da fábrica – que nesta altura laborava vinte e quatro horas por dia.

1940

A tabela comercial da marca é atualizada e a Avianense acrescenta novos produtos ao seu portefólio: Tabletes, Landim, Fim d’Ano, Lembrança de Viana, Leões, Pastas, João Ratão e Comemorativo.

1946

No sentido de facilitar a distribuição dos produtos no mercado nacional, são abertos depósitos no Porto e em Coimbra. Em quatro anos, a marca anunciava o lançamento de novos produtos, como as violas, as garrafas e os icónicos bombons Imperador.

1954

A Avianense coloca à venda sorteios de bolinhas coloridas em “caixinhas” com pequenos furos, um marco na história da marca. Mais tarde, surgem também os famosos calendários em formato grande que publicitavam os produtos da Avianense.

1961

O fundador da Avianense, António José Rodrigues Lima falece, deixando um enorme legado de mestria e inovação.

2005

Em 2005, quando Luciano Maciel da Costa assume a gerência da empresa, a Avianense instala-se numa nova propriedade situada em Durrães (Barcelos), num terreno que se encontrava à disposição do Município. É nestas novas instalações – ainda atuais – que é produzido o famoso Bombom Avianense, um dos destaques da marca desde então.

2008

Começa a ser produzido o famoso Bombom Avianense, feito com chocolate negro, que é desde então um dos destaques da marca.

2014

A Avianense é a fábrica de chocolates portuguesa mais antiga e ainda em plena atividade. Em 2014, a marca assinalou o seu centenário com a edição de um postal e de um selo comemorativos. A propósito deste marco temporal, também os Correios de Portugal emitiram um carimbo alusivo à importante data.

2016

Atualmente, é possível conhecer melhor a história da marca, através de uma viagem cronológica no Museu da Avianense, situado nas instalações fabris, em Durrães (Barcelos). A visita ao Museu permite perspetivar todo o processo laboral da fábrica, passando ainda por um auditório, no qual é projetado um filme que completa a narrativa da Avianense